Aneel autoriza operação em teste de duas novas usinas eólicas no Piauí

Em publicação no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a liberação da operação em fase de teste de duas usinas no Piauí. O indicativo abarca a EOL Ventos de Santo Augusto I e EOL Ventos de São Virgílio 02, localizadas no município de Simões. Com a decisão do órgão vinculado ao Governo Federal, o setor de energias renováveis ganha um novo fôlego no Piauí e se consolida como grande aposta para o desenvolvimento socioeconômico local. Para se ter uma ideia da magnitude das usinas, apenas a Ventos de São Virgílio 02, demandou recursos na ordem de R$ 108 milhões.

No que tange a Ventos de São Augusto I, o investimento previsto foi de R$ 54,8 milhões; na liberação dessa usina eólica foram abarcadas 13,8 MW de potencial instalado. Cabe indicar que na região, ainda há a previsão da implantação da EOL Ventos de São Virgílio 3, já que o Ministério de Minas e Energia aprovou o projeto de nove usinas geradoras de 2.000 KW, com período de execução até outubro deste ano , tendo como localidade da ação o município de Curral Novo.

Vale apontar que levantamento realizado pelo Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), revela que o Piauí já possui 29 parques eólicos instalados e em operação e tem mais 23 em construção. Os dados destacam que o potencial de produção chega atualmente a 808,4 Megawatts (MW) e chegará a 1445,8 MW assim que os empreendimentos forem concluídos no Estado. No número de parques eólicos em construção, o Estado fica atrás apenas da Bahia (44) e Ceará (25). Os dados são ainda mais positivos quando embasados na capacidade total de potência prevista nestes empreendimentos, figurando na segunda posição do país, com 640,2 Megawatts (MW); apenas a Bahia aparece com uma capacidade maior prospectada (859,45 MW).

Fonte: Jornal Meio Norte | Francy Teixeira