Aneel autoriza operação comercial de parque eólico no Piauí

A Queiroz Galvão Energia (QGE), braço de energia do Grupo Queiroz Galvão, colocou em operação comercial o parque eólico Ventos de Santa Bárbara, com 27,9 MW de capacidade instalada distribuídos em 11 aerogeradores de 2,7 MW. Esse é o segundo dos sete parques que compõem o Complexo Eólico Caldeirão Grande I, localizado na Chapada do Araripe, interior do Piauí, cuja capacidade total será de 190 MW. A autorização para o início da geração foi concedida pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta sexta-feira, 26 de maio.

De acordo com a geradora, a implantação dos demais empreendimentos desse Complexo Eólico segue em ritmo acelerado, com todos os parques praticamente montados. Atualmente encontram-se em fase de comissionamento das turbinas, visando cumprir a meta de sincronização gradual à rede elétrica até o final de julho. Embora a grande maioria desses aerogeradores já estejam montados e faltando apenas as etapas de comissionamento, operação em teste e posteriormente a operação comercial, a QGE classifica o desafio como grande. Isso porque a corrida da empresa é para que se aproveite a boa safra de ventos noturnos da região que se inicia em julho. As máximas de velocidade do vento ocorrem em outubro.

Com a conclusão do Complexo Eólico Caldeirão Grande I, a QGE alcançará 540 MW de capacidade eólica instalada em operação, nos estados do Piauí (190 MW), Ceará (200 MW) e Rio Grande do Norte (150 MW), além de 320 MW de usinas hidrelétricas e PCHs, localizadas no Sul e Sudeste do Brasil.
Fonte: Canal Energia